11 3283-4579 / 11 95530-0105

©2018 by FonoClass Trianon. Proudly created with Wix.com

RUA ITAPURA, 239 - CJ. 306 - VILA GOMES CARDIM - SÃO PAULO

FONOAUDIOLOGIA

Atendimento Hospitalar  - A Fonoaudiologia assumiu um papel importante na atuação hospitalar

com grande responsabilidade na avaliação e reabilitação de pacientes internados, 

bem como gerenciamento de protocolos institucionais para procedimentos.

 

Com uma equipe experiente de atendimento Fonoaudiológico Hospitalar a instituição se beneficia no controle e segurança do paciente, em poder oferecer um tratamento com protocolos definidos de conduta, objetivando o diagnóstico, a prevenção e o tratamento das afecções relacionadas à deglutição, respiração, fala, audição, voz e linguagem, interessando às especialidades médicas e a equipe multidisciplinar.

 

A Broncoaspiração é um evento adverso que compromete a saúde do paciente e consequentemente pode trazer prejuízos à instituição. A pneumonia associada à broncoaspiração aumenta o tempo de permanência do paciente ou favorece a reinternação; aumenta os custos; causa prejuízos para o tratamento e pode levar o paciente a complicações, muitas vezes, irreversíveis.

As unidades de atendimento são:

 - Clínica médica, pediátrica, cirúrgica 

 - UTI adulto, pediátrica e neonatal

 - Pronto Socorro

 

​Atendimento Ambulatorial - Assistência direcionada para a reabilitação deglutição, respiração, fala, audição, voz e linguagem, interessando às especialidades médicas e a equipe multidisciplinar. A avaliação do paciente é feita e aplicada a classificação de funcionalidade e incapacidade, associadas a uma condição de saúde, com intuito de propor a melhor capacitação funcional nas atividades diárias.

Audiometria Clínica e Ocupacional -  Exame diagnóstico para avaliar a função auditiva, obtendo limiares com o mínimo de intensidade de estímulos sonoros que o indivíduo percebe e avaliando o tipo e grau da perda auditiva. É imprescindível para o diagnóstico, acompanhamento da evolução e tratamento de doenças da audição. 

Videodeglutograma - É um método radiológico pelo qual as estruturas podem ser observadas em sua dinâmica, possibilitando a análise precisa dos distúrbios da deglutição, durante e após o disparo do reflexo fisiológico.

Desta forma, contribui para o diagnóstico das patologias que afetam o processo de deglutição, auxiliando na conduta terapêutica adequada a cada caso. Para a visualização da área a ser examinada é necessária a ingestão (por boca) de contraste (solução de sulfato de bário). À medida

que o contraste progride nesse segmento do aparelho digestivo, são obtidas imagens sequenciais.

Exame Otoneurológico -  Realizado na avaliação da função do labirinto (orelha interna) e está indicado para pessoas com queixa de tontura, vertigem, desequilíbrio, hipoacusia (surdez), zumbidos, cefaleia e enxaqueca ou quando há suspeita de problema no labirinto. Baseado no princípio do eletro-encefalograma e do eletrocardiograma, eletrodos são colocados na cabeça, na região próxima aos olhos e diversos estímulos (visuais, térmicos e de posição) são apresentados. O movimento dos olhos é registrado por uma máquina chamada Vectoeletronistagmógrafo. É um exame seguro, que gera um pouco de tontura, porém são raríssimas as situações em que não se consegue completá-lo devido a uma intolerância por parte do paciente.

Triagem Auditiva Neonatal Universal -  Lei nº 12.303 - Conhecido como Teste da Orelhinha, todos os hospitais e maternidades devem realizar o teste gratuitamente nas crianças nascidas em suas dependências. Este exame é capaz de detectar deficiências auditivas desde o nascimento, possibilitando o diagnóstico e o tratamento precoce de eventuais problemas. O diagnóstico precoce é fundamental para a realização de procedimentos que irão minimizar os impactos da deficiência auditiva no desenvolvimento da criança.

Teste Linguinha -   Lei nº13.002 - O teste consiste na avaliação do frênulo da língua em bebês recém-nascidos para verificar futuros problemas na amamentação, dentição e língua presa. Maternidades e hospitais têm seis meses para se adequar à nova legislação que conta à partir data de publicação no DOU.

B.E.R.A -  É o exame do Potencial Evocado Auditivo do Tronco Encefálico e tem por objetivo avaliar a integridade funcional das vias auditivas nervosas, desde a orelha interna até o córtex cerebral. Com ele é possível determinar se existe ou não perda auditiva, assim como precisar seu tipo e grau. Caso exista perda auditiva é possível saber se ela é decorrente de lesões na cóclea, no nervo auditivo ou no tronco encefálico. É um teste indolor, não invasivo, que pode ser realizado em crianças e adultos, utilizado também para monitoramento das funções mencionadas em pacientes em estado de coma. São colocados fones para que o paciente receba os sons e pequenos eletrodos, que irão registrar os impulsos elétricos gerados como reação aos estímulos sonoros recebidos. O paciente deverá estar deitado, o mais relaxado possível. Em crianças, o exame é realizado durante o sono.